Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

Nova Agenda de Competências para a Europa

 

Captura de ecrã 2016-06-13, às 09.31.56.png

 

Já prevista desde a apresentação do programa de trabalho de 2016 da Comissão Europeia, a Agenda de Competências para a Europa é uma iniciativa que visa assegurar que todos os cidadãos europeus irão desde cedo adquirir um conjunto de competências que lhes facilite obtenção de emprego.

 

Esta iniciativa é composta por dez acções a implementar durante os dois próximos anos. Algumas dessas acções foram lançadas juntamente com a apresentação da iniciativa. Entre elas estão a revisão do Quadro Europeu de Qualificações e a Coligação para a criação de competências e emprego na área digital.

 

Mais informações.

 

28 mil postos de trabalho em vista na sequência da aprovação do Regulamento Geral sobre a Protecção de Dados

 

Na sequência da aprovação do Regulamento Geral sobre a Protecção de Dados, que revoga a Directiva 95/46/CE, a Associação Internacional dos Profissionais da Protecção da Vida Privada estima que os governos e as empresas europeus necessitarão de criar cerca de 28 mil postos de trabalho (de responsáveis pela protecção de dados) para implementar o disposto naquele regulamento.

 

Estas previsões decorrem do facto de o regulamento requerer que as autoridades públicas e as empresas lidem com dados em elevada escala, o que cria a necessidade de contratação de profissionais para tratar o uso, o armazenamento e a partilha dos dados.

 

Mais informações.

 

Comissão Europeia procura Investigadores

 

O Centro Comum de Investigação da Comissão Europeia está a promover um concurso aberto a todos os cidadãos dos Estados-Membros da União Europeia ou dos Países Associados, que, para além de um nível de ensino correspondente a pelo menos três anos, gozem de pelo menos cinco anos de experiência profissional ou, alternativamente, de um diploma de doutoramento numa das áreas infracitadas.

 

Os candidatos devem ainda ser proficientes numa das 24 línguas oficiais da União Europeia e ter um conhecimento satisfatório de Alemão, Francês ou Inglês (equivalente ao nível B2 do QECR).

 

As áreas de maior interesse da Comissão são Biologia, Química, Ciências Naturais, Ciências Biológicas, Bioquímica, Oceanografia / Ciências do Mar, Nanotecnologia, Nanobiotecnologia, Veterinária, Engenharia, Matemática, Física, Ciências da Computação, Estatística, Ciências dos Materiais, Economia, Ciências Políticas, Ciências Sociais, Ciências da Educação, Psicologia, Geografia, Ciências do Ambiente, Ciências Agrárias, Engenharia Agrícola, Meteorologia, Ecologia, Ambiente, Geologia, Ciências Hidrológicos, Ciências Médicas, Farmácia, Ciências da Nutrição.

 

O presente concurso vai estar aberto de forma contínua, pelo que não existe prazo limite de candidatura.

 

Para mais informações consulte esta página.

 

 

 

Os desenvolvimentos em matéria de emprego e de assuntos sociais em revista

 

Na próxima quinta-feira, 21 de Janeiro, relaiza-se em Bruxelas uma conferência na qual a Comissão Europeia vai passar em revista os desenvolvimentos em matéria de emprego e de assuntos sociais registados em 2015.

 

A Comissária europeia Marianne Thyssen estará na abertura do evento, que contará igualmente com painéis que discutirão vários temas como o desenvolvimento de aptidões e o papel da mobilidade e da migração, o papel da protecção social na promoção do emprego e na luta contra o emprego de longa duração,  o auto-emprego, o empreendedorismo ou o papel do diálogo social.

 

Se não se encontra em Bruxelas ou se não teve oportunidade de se inscrever neste evento, pode acompanhá-lo via webstreaming e juntar-se ao debate no Twitter com #ESDE2015.

 

Medidas para ajudar os desempregados de longa duração a regressar ao mercado de trabalho

 

 

Actualmente, em cada 100 cidadãos europeus activos 5 são desempregados de longa duração. Dos 12 milhões de desempregados nestas condições, mais de 60% estão sem emprego há mais de dois anos consecutivos (*).

Na senda de algumas medidas já tomadas para combater este tipo de desemprego, a Comissão Europeia apresentou uma proposta de resolução do Conselho com acções específicas para reforçar os serviços nacionais à disposição dos desempregados:

 

  • Incentivo ao registo dos desempregados de longa duração junto de um serviço de emprego;
  • Avaliação individual aprofundada do desempregado, destinada a determinar as suas necessidades e potencialidades, o mais tardar aos 18 meses em situação de desemprego;
  • Celebração de um acordo de integração no emprego com o desempregado, o mais tardar aos 18 meses no desemprego.

 

Os Estados-Membros poderão implementar estas recomendações com o apoio do Fundo Social Europeu.

 

Esta proposta deverá agora ser debatida no Conselho. Será implementada assim que os Estados-Membros a adoptem.

 

(*) Fichas de informação sobre o desemprego de longa duração na Europa

 

 

Inquérito sobre o desempenho do Programa Emprego e Inovação Social

A Comissão Europeia lançou um inquérito para recolher opiniões sobre o Programa de Emprego e Inovação Social (“EaSI”).

 

O EaSI é um instrumento financeiro da UE cujo objectivo é contribuir para a implementação da estratégia Europa 2020. Fornece apoio financeiro para promover um elevado nível de emprego de qualidade, e sustentável, garantindo uma protecção social adequada, o combate à exclusão social e à pobreza e a melhoria das condições de trabalho.

 

O inquérito é feito mediante um questionário online e demora cerca de 15 minutos a responder. A sua estrutura contempla as seguintes áreas: emprego, protecção e inclusão sociais, condições de trabalho, mobilidade e microfinanças e empreendedorismo social.

 

Comissão apresenta Plano de Investimento de 315 mil milhões de euros

planojuncker

Foi apresentado, no dia 26 de Novembro, por Jean-Claude Juncker, um Plano de Investimento de 315 mil milhões de euros para incentivar o crescimento e o emprego na UE. Este plano assenta em três pilares:

  1. A criação do Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos (FEIE), garantido através de fundos públicos, para mobilizar, no mínimo, 315 mil milhões de EUR de investimento adicional nos próximos três anos (2015-2017);
  2. A criação de uma reserva de projetos credível, associada a um programa de assistência para canalizar os investimentos para onde são mais necessários;
  3. Um roteiro ambicioso para tornar a Europa mais atractiva para o investimento e eliminar estrangulamentos de natureza legal.

A ideia base do Plano de Investimento é a de que existe liquidez, mas uma falha de mercado (falta de confiança dos investidores) está a impedir o financiamento de chegar à economia real. A Comissão Juncker acredita que com a criação do FEIE, que terá como base financeira 16 mil milhões de euros do Orçamento da UE e 5 mil milhões de euros do BEI (o que totaliza 21 mil milhões de fundos públicos), será possível dinamizar o investimento e canalizar um valor global de 315 mil milhões de euros para projectos determinantes para o relançamento da economia europeia. Os autores do plano estimam que por cada euro público investido, serão criados 15 euros de investimento privado, daí afirmarem que o efeito multiplicador do fundo será de 1:15.

 

FEIE

Capacidade de assunção de riscos

Multiplicador (média)

Investimento na economia real

Investimentos a longo prazo

16 mil milhões de EUR

 

15

 

240 mil milhões de EUR

PME e empresas de média capitalização

5 mil milhões de EUR

75 mil milhões de EUR

Total

21 mil milhões de EUR

315 mil milhões de EUR

 

Segundo as estimativas da Comissão Europeia, este conjunto de medidas poderá permitir um acréscimo do PIB da UE calculado entre 330 e 410 mil milhões de euros nos próximos três anos e criar até 1,3 milhões de novos postos de trabalho. Estes valores correspondem a 2% do PIB da UE e significam duplicar a capacidade de investimento do orçamento da UE.

 

Mais sobre este Plano de Investimento pode ser encontrado aqui e aqui.

 

 

Comissão Europeia recruta pessoal nas áreas de direito da concorrência, financiamento das empresas, economia financeira, economia industrial e macroeconomia

 

A Comissão Europeia abriu um processo de selecção para criar uma lista de reserva para postos AD7 em vários domínios: direito da concorrência, financiamento das empresas, economia financeira, economia industrial e macroeconomia.

 

Os candidatos, que têm de ter pelo menos 6 anos de experiência profissional, devem inscrever-se por via electrónica até ao dia 25 de Novembro de 2014 ao meio-dia, hora de Bruxelas.

 

Mais informações.

 

Recrutamento no sector da hotelaria facilitado com o novo passaporte Passaporte Europeu de Competências

Em finais de 2013, foi publicado um estudo ao nível europeu que revelou que o setor da hotelaria desempenha um papel decisivo na luta contra o desemprego dos jovens.

 

Alguns meses depois, a Comissão Europeia lançou o Passaporte Europeu de Competências, um instrumento cuja finalidade é facilitar o contacto entre candidatos a emprego e empregadores no sector da hotelaria e turismo na Europa, uma vez que lhes permite transpor barreiras linguísticas e comparar as qualificações dos trabalhadores do sector, facilitando o recrutamento.

 

Este passaporte encontra-se alojado no portal europeu da mobilidade profissional EURES e está disponível em todas as línguas oficiais da UE. No futuro, será alargado a outros sectores com elevada mobilidade na economia europeia.

 

Mais informações:

Vídeo para o Passaporte Europeu de Competências do sector da hotelaria

Vídeo de formação destinado aos empregadores sobre o Passaporte Europeu de Competências do sector da hotelaria

Vídeo de formação destinado aos candidatos a emprego sobre o Passaporte Europeu de Competências do sector da hotelaria

 

 

Vacant Position at Eupportunity / Posto em aberto na Eupportunity

 

 

Eupportunity - European Affairs Consulting is the first Portuguese consultancy in European affairs with offices in Brussels.

 

Eupportunity is looking for an European affairs consultant with 3 to 5 years work experience in public affairs and advocacy. Salary according to experience.

 

Availability: September.

 

 

Job Description:

Monitor EU legislation and set up advocacy strategies.

Represent clients in high level meetings with the institutions.

Represent clients in European associations/federations.

Attend and report on meetings and other events relevant to European policies (especially internal market).

Write policy reports and position papers on relevant policy issues.

Respond and keep a close connection with clients.

Advise and assit clients along the entire legislative cycle.

 

 

Skills and Experience:

- In-depth expertise in European policies, namely internal market;

- At least 3 years relevant work experience (experience in the institutions is an advantage);

- Proven experience in setting up advocacy and public affairs strategies;

- Deep understanding of the European Union and its instruments;

- Minimum Bachelor’s Degree preferably in one of the following areas: Law, Political Science, International Relations, European Studies;

- Excellence research skills and accuracy;

- Fluent in Portuguese and in English;

- Good organizational skills;

- Discipline, autonomy, flexibility and good ability to work in a team and under pressure;

- Strong attention to detail.

 

 

How to apply & deadlines: Submit your CV and motivation letter (preferably in Portuguese) by e-mail to Henrique Burnay (eupportunity@eupportunity.eu) until 23/06/2014. Only shortlisted candidates will be contacted.

 

Programa Emprego e Inovação Social: convite à apresentação de projectos

 

O Programa Emprego e Inovação Social é um novo instrumento financeiro da União Europeia que visa contribuir para a concretização da estratégia Europa 2020, mediante a promoção de um elevado nível de emprego de qualidade sustentável, a garantia da protecção social, o combate à exclusão social e à pobreza e a melhoria das condições de trabalho.

 

No quadro deste programa, encontram-se actualmente abertos cinco convites à apresentação de propostas, com as seguintes finalidades:

- Apoio ao diálogo social;

- Medidas de informação e de formação para oragnizações de trabalhadores;

- Melhoria de competências em matéria de relações industriais;

- Centros de informação para trabalhadores migrantes intra-UE e trabalhadores destacados (acção preparatória);

- Inovações de política social em apoio à reforma dos serviços sociais.

 

Consoante casa uma das finalidades, podem ser elegíveis para financiamento os seguintes tipos de organização: autoridades nacionais, regionais e locais, serviços de emprego, organismos especializados previstos no Direito da União, parceiros sociais,  organizações não governamentais, estabelecimentos de ensino superior e centros de investigação, especialistas em análises e avaliações de impacto, serviços nacionais de estatística e meios de comunicação.

 

Mais informações.

Competências digitais para o emprego

 

De acordo com um estudo recentemente publicado, a oferta de emprego requerendo competências digitais encontra-se em rápida ascenção, prevendo-se que em 2020 venha a haver cerca de um milhão de postos de trabalho para os quais não existam candidatos com as devidas competências se não se investir numa estratégia que elimine o défice de competências em tecnologias da informação e de comunicação (TIC) que se regista actualmente na União Europeia.

 

Tendo presente este cenário, a  Comissão Europeia identificou as TIC como uma das três áreas de crescimento de emprego e, juntamente com a Presidência grega, lançou a campanha competências digitais (eSkills) para o emprego.

 

Durante o corrente ano, esta campanha percorrerá 30 países europeus com a finalidade de informar estudantes, desempregados, profissionais das TIC e PMEs acerca do vasto leque de oportunidades que representam os empregos relacionados com as TIC.

 

Recrutamento de auditores para as instituições europeias

 

O Serviço Europeu de Selecção do Pessoal (EPSO) lançou um concurso geral para a constituição de uma reserva de recrutamento de administradores no domínio da auditoria.

 

Os candidatos devem dispor de um diploma universitário, mas não é exigida experiência profissional.

 

As candidaturas devem ser apresentadas até ao meio-dia (hora de Bruxelas) do dia 23 de Abril de 2014.

 

Mais informações.

 

 

Recrutamento de funcionários para as instituições europeias

 

O Serviço Europeu de Selecção do Pessoal (EPSO) lançou um concurso geral para a constituição de uma reserva de recrutamento de administradores.

 

Os candidatos devem dispor de um diploma universitário, mas não é exigida experiência profissional.

 

As candidaturas devem ser apresentadas até ao meio-dia (hora de Bruxelas) do dia 15 de Abril de 2014.

 

Mais informações.

 

 

UE ajuda investigadores a encontrar aconselhamento e emprego

 

A Comissão Europeia lançou uma campanha de informação que visa ajudar os investigadores europeus a encontrar aconselhamento profissional e emprego através do portal EURAXESS, que faculta acesso a informação transnacional e assistência personalizada aos seus utilizadores

 

Esta campanha vai deslocar-se a 29 cidades europeias. Estão previstos workshops, debates e science slams.

 

Mais informações aqui e aqui.

 

 

Sobre o autor


UE via SAPO Notícias

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.