Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

Estudo sobre uso da Internet mostra qualidades e fragilidades no controlo parental

 

 

 

 

É um estudo da Comissão Europeia e da London School of Economics, o EUKidsONline aponta para que, apesar de 84% dos programas terem funcionalidades que permitem aos pais bloquear o acesso à Internet, os filtro de conteúdos são pouco eficazes.

 

Uma em cada quatro crianças europeias consegue aceder à Internet através de telemóveis ou consolas de jogos.

 

De salientar também, que apenas um quarto dos pais filtra ou procura saber quais os conteúdos virtuais a que os filhos acedem.


Este projecto, de nome ‘’Benchmarking of parental control tools the online protection of children’’, testou os programas através de quatro critérios: funcionalidade, segurança, eficácia e utilização.