Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

Rotulagem leva nega

 

A Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (AESA) rejeitou, desde 2009, 80% das candidaturas da indústria alimentar para incluírem na rotulagem dos seus produtos alegações nutricionais. A AESA, responsável pela avaliação científica das alegações nutricionais e de saúde dos alimentos, justifica este número com a falta de informação que os candidatos forneceram. Entre as alegações nutricionais autorizadas estão o efeito da cafeína no aumento da resistência física, o efeito antioxidante do azeite, e o efeito positivo das nozes no funcionamento dos vasos sanguíneos.