Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

Scanners despidos de importância

 

A Comissão Europeia (CE) pretende adicionar scanners corporais ao rol de medidas de segurança aeroportuárias. Ciosa dos direitos dos viajantes, a comissão dos Transportes do Parlamento (PE) aprovou um relatório de iniciativa com muitas objecções: os passageiros devem ter o direito de recusar serem ‘scanados sem provocar qualquer tipo de suspeita; a escolha dos passageiros a ‘scanar’ deve ser totalmente aleatória (sem discriminar raça, género, religião, idade, etc); as imagens devem surgir sob a forma de figuras animadas (sem o corpo humano tal como ele é);  essas imagens devem ser apagadas após o scan e nunca armazenadas.
Portanto, o PE despiu os scanners da sua utilidade. A CE, que prevê apresentar as propostas este Verão, pode contar com resistência. O PE pretende também levantar a proibição de transporte de líquidos nos aviões e fortalecer a supervisão do transporte aéreo de mercadorias.