Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

Habemus e-livrum

 

A Comissão Europeia (CE) e federações industriais negociaram um memorando de entendimento entre editores, livreiros e detentores de direitos de autor para que inúmeros livros, que ganham pó nas prateleiras comunitárias, possam ser digitalizados, propiciando a sua descoberta por novos leitores.

 

Este acordo pan-europeu permite que os livros que já não estão a ser publicados ou vendidos, possam ganhar nova vida. Dessa forma, os editores ganham a possibilidade de os revender em linha e os leitores podem obtê-los à distância de um clique. Para esse fim, o projecto ARROW é crucial pois permite, em poucos minutos, descobrir os detentores dos direitos de dezenas de milhares de livros.

 

O acordo não contempla as denominadas obras órfãs, i.e. aqueles livros cujos autores são desconhecidos. Mas a CE tem-nos já debaixo de olho.