Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

Emissões a quanto obrigas

A Comissão Europeia (CE) aprovou alterações ao comércio de permissões de emissão de gases estufa, uma iniciativa da CE no âmbito da Europa 2020, com o intuito de diminuir para 20% abaixo dos níveis de 1990 as emissões de gases nocivos, nomeadamente o alumínio, amoníaco, químicos petrolíferos, gases de efeito estufa como o gás óxido nitroso e o perfluorocarboneto, aumentando o número de sectores abrangidos por este esquema.

 

O novo limite aumenta o anterior, aprovado em Julho, em 112 mil milhões de permissões.

 

Entretanto, segundo os dados divulgados, as emissões na União Europeia já decresceram em 17% devido à recessão e esperam-se mais alterações quando o sector da aviação for incluído ou quando o objectivo de chegar ao corte nas emissões 20% for revisto para 30%.

Eficiência: uma palavra pequena mas tão mal usada. Parlamento Europeu quer mudar isso

Numa União de 27 países, o controlo dos fundos europeus pode-se tornar complicado. Mas o Parlamento Europeu quer tornar a eficiência a palavra do dia no que toca à alocação dos fundos comunitários. Crescimento económico sustentável vem logo a seguir.

 

Numa resolução aprovada a 7 de Outubro pelo Parlamento Europeu, os deputados afirmam que as políticas regionais devem promover a criação de postos de trabalho bem como ir em conta da Estratégia Europa 2020.

 

O que interessa são os resultados, está escrito na resolução. Ou melhor, a política regional deve estar virada para resultados e não deve ser mal aproveitada com projectos supérfluos.

 

''Uma política regional forte e bem financiada é a condição sine qua non para atingir coesão social, económica e territorial'', conclui um membro do Parlamento.

Desporto para todos!

A Conferência Europeia sobre Participação em Desporto Local nos dias 13  e 14 de Outubro foi um enorme sucesso, de acordo com a organizaç

ão.

 

As recomendações da Conferência dirigem aos três níveis da política europeia: cidades, estados-membros e União Europeia. Por outras palavras, e segundo os participantes dos diferentes workshops da Conferência, o desporto deve ser ''jogado'' com outras áreas incluindo, emprego, assuntos sociais, inclusão social, educação e bem-estar jovem.

 

As conclusões defendem, também, a redução de custos na participação de desporto de modo a reduzir o fosso provocado pelas desvantagens sociais. Com esse objectivo, prevê-se a criação de um Fundo Europeu de Desporto Social.

 

Quando os benefícios do desporto se centravam na saúde, ainda se usava velas para ler à noite. Hoje em dia, o desporto torna-se cada vez mais um importante sector socioeconómico. E a Europa começa a aperceber-se disso.

Pág. 3/3