Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

Bolsa de investigação transatlântica

 

A Calouste Gulbenkian patrocina um ano de investigação, de Outubro 2011 a Junho 2012, no Center for Transatlantic Relations da Johns Hopkins University, Washington, para estudantes com doutoramento ou que estejam ao nível de pós-doutoramento.
O centro está especialmente interessado em receber candidaturas nas seguintes áreas: «O impacto da globalização no espaço Atlântico»; «Mediterrâneo aberto? O impacto da Primavera Árabe na Europa»; «Energia e política do ambiente»; «Relações Estados Unidos da América - Europa»; «Tendências estruturais profundas que afectam os EUA e a Europa»; «Relações económicas transatlânticas»; «O futuro da OTAN e a segurança transatlântica».
As candidaturas devem ser efectuadas até ao dia 15 de Julho de 2011.

 

Proponha cidadão, proponha

 

O Friends of Europe, think tank independente e o Europe’s World, jornal pan-europeu, em parceria com o Parlamento Europeu, com a Microsoft Europe
e a Gallup, vão lançar uma plataforma de debates online para que os cidadãos interessados possam transmitir as suas ideias aos líderes europeus, decisores políticos ou a pensadores influentes.
A plataforma, Debating Europe, estará dividida em cinco canais – Growth Europe, Green Europe, Tech Europe, Global Europe e Future Europe – e pretende que, em cada um deles, nasçam recomendações políticas às instituições europeias, posteriormente publicadas nos sites do Friends of Europe e Europe’s World.
Os contributos dos cidadãos serão comentados e criticados por decisores políticos e pensadores relevantes a nível europeu.

Supermercados sob a mira da UE

 

Perante a crise actual dos preços dos alimentos, a UE decidiu monitorizar o funcionamento da cadeia de abastecimento alimentar. Mas não ficou por aí. No final de 2010, a Comissão lançou um relatório de monitorização dos mercados retalhistas que analisa os entraves ainda existentes ao funcionamento do mercado único no sector da distribuição de bens de consumo. O Parlamento Europeu aprovou a semana passada a sua posição sobre este tema, alertando para a necessidade de resolver os problemas do sector (acessibilidade, relações comerciais, relações laborais, e comércio transfronteiriço) através de uma abordagem auto-regulatória entre os operadores da cadeia de valor (desde o produtor ao distribuidor), desde que sob monitorização regular das instituições. Neste sentido o Parlamento apela à criação de um fórum anual para os stakeholders do sector da distribuição a nível europeu onde se possam discutir problemas e soluções.

 

Economia em debate

 

Olli Rehn e Jean-Claude Juncker, comissário europeu para os assuntos económicos e o presidente do Eurogrupo, respectivamente, vão participar na sessão plenária de Estrasburgo. A resposta à crise grega, o programa português e um eventual plano adicional para os irlandeses deverão ser alguns dos assuntos em cima da mesa.

O centro das atenções do debate mensal arrisca-se a ser deslocado para a discussão sobre a bactéria letal – E.coli – que anda a fazer os europeus hesitarem em comer legumes crus.

A sessão dura até quinta-feira e pode ser vista aqui.

Cimeira da Terra: desta vez é a sério

 

Com a próxima Cimeira da Terra a aproximar-se e as negociações climáticas a intensificarem-se, Brice Lalonde, coordenador executivo da cimeira organizada pelas Nações Unidas (ONU), apelou a um compromisso juridicamente vinculativo através de negociações ao estilo da Organização Mundial do Comércio.
Lalonde, numa audição pública no Parlamento Europeu, disse que espera que a cimeira do próximo ano, no Rio de Janeiro, seja decisiva. Hoje, as agências da ONU não têm autoridade para impôr reformas e Lalonde deseja um compromisso sobre desenvolvimento sustentável como o ocorrido no pós-Segunda Grande Guerra relativamente ao comércio (em que se adoptou a ideia de que “o comércio é bom para todos”).

Jovens europeus sem soft skills

 

De acordo com 500 líderes empresariais, os jovens europeus têm falta de soft skills: confiança, motivação, capacidade de trabalho em equipa, de apresentação e de relacionamento pessoal e/ou profissional.
A JA-YE Europe, entidade patrocinadora deste inquérito, é a maior empresa europeia de programas de formação empresarial, permitindo aos jovens ter contacto com o quotidiano empresarial, enquanto ainda se encontram  nos estabelecimentos de ensino. Segundo responsáveis da organização que discursaram no European Business Summit, a ligação ensino-empresas, permite aos jovens desenvolver capacidades mais subtis - menos trabalhadas nos estabelecimentos de ensino - e entrar no mercado de trabalho melhor preparados.

Gestão de resíduos radioactivos

 

Os estados-membros devem poder exportar para fora da União resíduos radioactivos, desde que o seu processamento respeite  as regras de segurança comunitárias.
O Comité da Energia do Parlamento votou favoravelmente a exportação destes resíduos na discussão sobre o projecto de directiva relativo à gestão de resíduos radioactivos e de combustível irradiado. Os eurodeputados pretendem ainda a implementação de medidas mais rígidas relativas à formação, segurança e saúde dos trabalhadores envolvidos na gestão destes resíduos.

Pág. 2/2