Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

A representação portuguesa nos Prémios Europeua de Promoção Empresarial 2013

O IAPMEI divulgou quem vai representar Portugal na final europeia dos European Enterprise Promotion Award – EEPA 2013, em Novembro, na Lituânia. A iniciativa foi lançada pela Comissão Europeia com o objectivo de distinguir boas práticas na promoção do empreendedorismo na Europa.

 

A incubadora Startup Lisboa e a iniciativa Portuguese Shoes foram os projectos escolhidos. Venceram nas categorias de “Promoção do espírito empreendedor” e “Internacionalização das empresas”.

 

Foram distinguidos mais de 10 projectos de todo o País para as restantes categorias do concurso.

 

Pode conhecer os resultados aqui.

 

Parlamento Europeu recruta assessor de Secretário-Geral Adjunto

 

O Parlamento Europeu abriu um processo de selecção para criar uma lista de candidatos a um lugar de agente temporário - Assessor do Secretário-Geral Adjunto, na Direção-Geral da Presidência.

 

Os candidatos devem ter uma experiência profissional de pelo menos 10 anos.

 

A data limite para o envio das candidaturas é 4 de Novembro.

 

Todas as informações sobre este processo de rerutamento podem ser encontradas aqui.

 

Acordo de Associação com El Salvador e Costa Rica

 

Entrou em vigor a 1 de Outubro um Acordo de Associação entre a União Europeia e El Salvador e a Costa Rica. O acordo é considerado bastante ambicioso por abranger áreas que vão mais além das normalmente acordadas em negociações multilaterais, como a contratação pública, os direitos de propriedade intelectual ou as barreiras técnicas ao comércio.

 

Segundo o Comissário do Comércio, De Gucht, este é o primeiro “verdadeiro acordo de associação entre regiões assinado pela UE”. Quando a Guatemala se juntar cobrirá todos os países da América Central, já que vigora, desde 1 de Agosto, com as Honduras, o Panamá e a Nicarágua.

 

Assim que o acordo seja aplicado a toda a América Central, estima-se um crescimento de 2,5 mil milhões de euros por ano no comércio entre ambas as regiões.

 

Agenda do Parlamento Europeu – sessão plenária de 7 a 10 de Outubro

 

Na semana que hoje se inicia, o Parlamento Europeu reúne-se em mais uma sessão plenária em Estrasburgo.

 

De entre os diversos assuntos agendados para discussão, destacamos:

 

-       Fabrico, apresentação e venda de produtos do tabaco e produtos afins (adiado na última sessão);

-       Medidas da UE e dos Estados-Membros para fazer face ao fluxo de refugiados na sequência do conflito na Síria;

-       As alegações de transporte e detenção ilegal de prisioneiros em países europeus pela CIA;

-       Avaliação dos efeitos de determinados projectos públicos e privados no ambiente;

-       Negociações UE-China com vista a um acordo bilateral de investimentos (declaração da Comissão).

 

O Presidente do Senegal, Macky Sall, estará presente para uma alocução no dia 9 de Outubro.

 

Mais informações.

 

Promoção da actividade física na Europa

 

Com a finalidade de reagir aos números relativos às taxas de inactividade física na União, a Comissão Europeia adoptou uma iniciativa sobre a promoção da actividade física benéfica para a saúde (HEPA, do inglês «health-enhancing physical activity»).

 

Esta iniciativa é pioneira quanto à sua forma - uma proposta de resolução do Conselho -, e propõe aos Estados-Membros a tomada de medidas em diferentes domínios políticos ou sectores. A Comissão Europeia deverá apoiar a implementação daquelas medidas através do programa Erasmus+.

 

Espera-se que o Conselho adopte esta recomendação até ao final do corrente ano.

 

Mais turismo, mais empregos, melhor economia

 

Na celebração do dia mundial do turismo (dia 27 de Setembro), a Comissão Europeia publicou alguns resultados optimistas quanto ao crescimento do sector do turismo na UE. No total foram mais 5% de turistas a visitar a Europa este ano em comparação com o ano passado. O Mediterrâneo lidera, como sempre, o número de visitantes – Espanha, Grécia, Portugal e Malta apresentam o maior crescimento no número de turistas. No entanto a Europa central e de leste também foi mais visita este primeiro semestre, em particular a Eslováquia, a Letónia e a Lituânia.

 

Estes resultados são positivos não apenas para o sector do turismo, mas para o relançamento da economia europeia, já que cria emprego (jovem sobretudo), dinamiza o sector da cultura e favorece o comércio.

 

Por estas razões, a Comissão vai propor uma revisão ao Código dos Vistos para simplificar e facilitar a entrada dos turistas de países como a China, Índia ou Rússia.

 

Os resultados em detalhe aqui.

 

eBIZ: comunicação no mundo da indústria da moda

 

Dos bastidores da indústria da moda faz parte uma cadeia de abastecimento onde inúmeros operadores económicos comunicam sobre, designadamente, encomendas, vendas, transporte de produtos e pagamentos.

 

Para facilitar esta comunicação, a Comissão Europeia promove o eBIZ, uma plataforma que permitiu já a integração de operações a 850 000 empresas do sector, sejam elas produtoras de têxteis, estilistas ou distribuidores.

 

Coordenada pela EURATEX e gerida pela ENEA, a eBIZ tem já cinco anos de existência, período durante o qual facilitou a comunicação entre centenas de empresas da indústria da moda.

 

Plano de acção da UE para as indústrias florestais europeias

 

A Comissão Europeia apresentou numa comunicação o seu plano de acção para o desenvolvimento das indústrias florestais europeias mais significativas. Neste documento são indicadas as acções que podem ser levadas a cabo com o objectivo de ajudar o sector a tirar partido de todo o seu potencial para atingir um crescimento inteligente, sustentável e inclusivo até 2020.

 

O documento aborda de forma pormenorizada as indústrias europeias transformadoras de madeira e as indústrias de madeira conexas.  Debruça-se sobre os desafios com que as mesmas se deparam - incluindo a concorrência mundial, o acesso às matérias-primas, os objectivos ambientais, energéticos e climáticos, as necessidades de ordem educacional, a logística e o envelhecimento da mão-de-obra -, e sugere a forma de os ultrapassar.

 

Pág. 2/2