Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

Sol de pouca dura?

Os ministros do ambiente da Alemanha e França anunciaram cortes nos subsídios aos produtores de energia solar. Esta decisão pode ser uma consequência da queda abrupta do preço dos painéis solares o ano passado. Por ser um mercado em expansão, o aumento da oferta favoreceu a queda dos preços, e a permanência dos subsídios poderia vir a causar uma bolha especulativa.

 

 

A European Photovoltaic Industry Association declarou que pequenos cortes nos subsídios podem ser benéficos para a sustentabilidade do sector, mas que cortes maiores podem vir a afastar PMEs, e o seu potencial de inovação, de entrar no mercado.

Com esta informação é possível que Alemanha e França sejam pioneiros numa nova tendência da política energética e ambiental. Tendo em conta a introdução da microgeração em Portugal, esta possível tendência interessa-nos.