Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

O Danúbio não é uma valsa

Depois de ter sido aprovada no verão passado a Estratégia para a região do mar Báltico, a Roménia vem agora pressionar a Comissão Europeia para desenhar uma estratégia para o Danúbio, que atravessa seis Estados-Membros e outros países europeus, como a Croácia. A iniciativa dos eurodeputados romenos foi amplamente apoiada por representantes da Alemanha, Áustria, Eslováquia, Hungria e Bulgária que vêem nesta proposta uma oportunidade de financiamento para o desenvolvimento territorial e para uma cooperação regional reforçada.

As áreas prioritárias apresentadas na resolução do Parlamento Europeu de dia 21 de Janeiro são o desenvolvimento social e económico, integrado num panorama político coerente para as regiões banhadas pelo Danúbio; a criação de áreas protegidas; desenvolvimento de estruturas multimodais de transporte ao longo do rio; e a aposta no turismo sustentável e no intercâmbio científico, cultural e linguístico.

Durante a sessão plenária em que foi votada a resolução vários eurodeputados sublinharam a importância da estratégia ser implementada de forma subsidiária, isto é, colocando os cidadãos e os poderes locais como agentes primários do plano de acção. Os eurodeputados acentuaram ainda a urgência da Comissão em aprovar a estratégia, o que poderá acontecer no final do ano.