Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

Parcerias Público-Privadas

As parcerias público-privadas, previstas no plano da UE para o relançamento da economia, não estão a ser devidamente implementadas pelas autoridades nacionais, que não têm transferido os fundos europeus para poderes locais que mantêm parcerias com empresas privadas para o fornecimento de serviços públicos, como os transportes, água e recolha de lixo.

Uma das razões poderá ser o facto dos governos nacionais quererem manter o volume de dívida pública baixo. Contudo, o presidente da E3PO um grupo que promove as parcerias público-privadas, argumenta que os fundos estruturais devem ser implementados de forma transparente com base na eficiência económica e nos objectivos pretendidos.