Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

Saber o que comemos

O Parlamento Europeu votou a favor da rotulagem nutricional de alimentos previamente embalados, no dia 16 de Junho,  mas rejeitou as propostas, das organizações de consumidores e  de saúde , para incluir um sistema de cores que dê aos consumidores um aviso mais perceptível relativamente à quantidade de sal e lípidos.

De acordo com o relatório da Corporate Europe Observatory, a indústria alimentar e de bebidas tem vindo a investir muito em loobying contra a introdução do sistema de cores, preferindo um sistema que indique a energia e nutrientes necessários ao consumo humano e os valores contidos no produto em causa.

Agora é a vez do Concelho votar, mas não existem expectativas de que o faça em breve e, depois de o fazer, é provável que a proposta regresse ao Parlamento. Uma vez terminado este processo, a indústria alimentar terá entre 3 a 5 anos para se adaptar.