Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

Ácido acetilsalicílico e outras substâncias difíceis de nomear

A União Europeia quer aumentar a literacia relacionada com a saúde dos seus cidadãos, para que os pacientes possam perceber o jargão utilizado pelos médicos e pelas farmacêuticas nos medicamentos.

Este ano será votado um projecto relatório, feito pelo Deputado Europeu Sueco, Christofer Fjellner, sobre a introdução de informação médica num formato de fácil leitura para os pacientes. Contudo, o Parlamento Europeu alertou para, caso a literacia em saúde europeia não aumente, estas regras não terem o efeito desejado. Alguns activistas desejam ver a definição de literacia em saúde alargada para incluir alimentos e produtos de saúde sem prescrição.

Fjellner, no seu relatório,  reafirma a oposição da Europa à publicidade a medicamentos com prescrição, pelo que caberá aos Estados-Membros decidir a melhor forma de fornecer informações de qualidade ao público.

Neste momento está a ser feita uma sondagem europeia sobre a literacia em saúde cujos resultados serão publicados em Setembro.