Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BRUXELAS

BRUXELAS

Bruxelas quer que bilhete de metro comprado em Paris funcione no autocarro em Londres

 

 

De acordo com o Comissário Europeu para os Transportes, Siim Kallas, os viajantes europeus deveriam poder planear as suas viagens on-line, usando um só bilhete mesmo que a sua viajem passasse por terra, mar e ar.

 

Num discurso em Junho passado, o Comissário apontou o exemplo inglês como modelo a seguir no âmbito do sistema multi-modal: desde informação detalhada dos várias transportes até à facilidade em mudar de tipo de transporte.

 

Falando sobre o sistema de transporte europeu, o comissário sublinhou que a sustentabilidade é um factor muito importante, dando o exemplo da condução ecológica, que pode diminuir o consumo de combustível em 20%.

 

A segurança também foi um tema: ''um sistema de transporte que tira a vida a 35000 pessoas  todos os anos, não é seguro'', afirma Siim Kallas, apontando o sistema eCall e outros sistemas avançados de segurança em veículos como prioridades a desenvolver.

 

Socioeconomicamente, as horas gastas no trânsito, assim como 12 mil milhões de euros gastos em combustível por ano só em congestionamentos, podem ser poupados através de melhor gestão de tráfego rodoviário.

 

Siim Kallas quer que a Comissão Europeia adopte como prioridade a redução de tempo, dinheiro, e em última análise paciência, no que toca aos transportes europeus: reservas on-line que permitam poupar tempo de espera na compra de outros bilhetes ou reservar a viagem a partir de casa: o avião para Londres, comboio até Bruxelas, táxi até ao Parlamento Europeu e acabando numa bicicleta na Grand Place. Tudo on-line e só com um bilhete. Um dia.


 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.