Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BRUXELAS

BRUXELAS

Juncker reforma equipa de comunicação da Comissão Europeia

 

A Comissão Europeia de Jean-Claude Juncker entrou em funções no dia 1 de Novembro mas promete demorar mais umas semanas até ser inteiramente compreendida. Além do imbróglio que o nome do Presidente ainda causa (pronuncia-se "iun-cker" ou "jun-cker"), as modificações na estrutura da organização levarão algumas semanas a esclarecer, até mesmo os próprios funcionários. Como exemplo, recordamos que na era Barroso e nas anteriores os Vice-Presidentes eram tão comissários quanto os seus colegas, mas agora passam a liderar 'project teams' compostas pelos restantes comissários, tendo inclusivamente de aprovar as propostas por estes apresentadas (este organograma pode passar a ser o seu melhor amigo).

 

A mais recente alteração ocorre na Direcção-geral de Comunicação. Com o objectivo de estimular uma cooperação mais directa entre os media e os comissários, os porta-vozes deixam de estar ligados a um comissário. Anteriormente, estes porta-vozes respondiam às questões que os media traziam sobre a actividade do 'seu' comissário. Amadeu Altafaj, porta-voz do Comissário de Assuntos Económicos e Financeiros, Olli Rehn, foi, por exemplo, uma das cara mais conhecidas do anterior mandato devido às notícias constantes relacionadas com a crise económica e as missões da troika.

 

Os porta-vozes, que estavam sob a orientação directa da Comissária da Justiça, Viviane Reding, passam a ficar sob a supervisão do próprio presidente. Juncker pretende assim evitar as críticas de que os porta-vozes trabalhavam para a agenda pessoal do comissário e não em prol da própria Comissão. Manter-se-á, no entanto, um responsável de comunicação em cada gabinete.

 

Os 28 porta-vozes serão cerca de metade e os próprios comissários responderão às questões dos jornalistas, passando a ter presença regular nos briefings do meio-dia, que ocorrem diariamente em Bruxelas. Às quarta-feiras, nos dias de Colégio de Comissários, o Presidente Juncker e o primeiro Vice-Presidente, Frans Timmermans, estarão presentes nos briefings. Existem dois porta-vozes portugueses na equipa de Juncker, Daniel Rosário, ex-correspondente da Rádio Renascença e do Expresso em Bruxelas, e Ricardo Cardoso. Margaritis Schinas será o chefe dos porta-vozes.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.