Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

Energia Inteligente Europa procura projectos para financiamento

 

 

A fim de promover a racionalização energética, uma aplicação mais regular e extensiva das energias renováveis e uma maior troca de conhecimentos nesta  área a nível europeu, a Comissão Europeia lançou um convite para a participação no Programa Energia Inteligente Europa, através do qual concederá apoio financeiro aos melhores projectos propostos.

 

Os interessados poderão apresentar as suas propostas até ao dia 8 de Maio de 2013, podendo ainda participar no infoday dedicado ao tema que irá decorrer em Bruxelas a 23 Janeiro.

Consulta Pública: “Energia Inteligente - Europa III”, Horizonte para 2020

 

O programa “Energia Inteligente – Europa”, actualmente na sua segunda edição (EIE II), tem como objectivo eliminar do mercado os obstáculos à utilização eficiente da energia e à generalização do uso de novas fontes de energia renováveis.

 

Com um orçamento de 730 milhões de euros para o período 2007-2013, o EIE II já financiou mais de 300 projectos focados no melhoramento das condições de mercado, na formação de profissionais, na implementação de legislação e no incentivo ao investimento em energias sustentáveis.

 

Face ao sucesso do programa na aproximação aos objectivos Europa 2020, a Comissão Europeia resolveu avançar com uma terceira edição deste programa. Por forma a melhor planear a EIE III, foi lançada uma consulta pública. Os stakeholders interessados podem responder até 5 de Setembro.

Fundo de 67 milhões de euros para a energia

 

 

 

 

A Comissão disponibiliza, através do programa Energia Inteligente Europa (IEE), um fundo de 67 milhões de euros para projectos de energia inteligente. As candidaturas estão abertas até 12 de Maio.

 

A Comissão pretende, deste modo, co-financiar projectos que dinamizem o uso de energias renováveis e, também, sensibilizar os cidadãos europeus para o potencial de poupança energética.

 

Estima-se que 60 projectos terão direito a uma fatia dos 67 milhões de euros, este ano.

 

Relativamente ao mesmo programa, mas de 2010, o valor era inferior, cerca de 58 milhões de euros, assim como o número de projectos co-financiados, apenas 44.

 

De notar que nenhum deles era português.

 

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.