Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BRUXELAS

BRUXELAS

Cimeira União Europeia - Estados Unidos da América

 

 

Realiza-se amanhã em Bruxelas mais uma Cimeira UE-EUA, na qual a União será representada por Herman Van Rompuy, Presidente do Conselho Europeu, e José Manuel Durão Barroso, Presidente da Comissão Europeia. Em representação dos EUA estará o seu Presidente, Barack Obama, que chega esta noite a Bruxelas.

 

Em discussão nesta cimeira vão estar assuntos como a economia, a parceria transatlântica de comércio e investimento, os desafios mundiais e a cooperação externa.

 

 

Dotação Europeia para a Democracia: um instrumento de apoio da transição para a democracia nos países vizinhos

 

No final de 2011, o Conselho Europeu aprovou a sua criação. No início de 2012, o Parlamento Europeu pronunciou-se a seu favor. Mais tarde, em Novembro, a Comissão Europeia alocou-lhe a quantia de 6 milhões de euros para despesas administrativas. Recentemente, e já este ano, foi nomeado o seu director-executivo: o sub-secretário de Estado polaco para os negócios estrangeiros Jerzy Pomianowski.

 

A Dotação Europeia para a Democracia é inspirada na norte-americana National Edowment for Democracy. Assume juridicamente a forma de uma fundação de direito privado, é autónoma relativamente à União Europeia e rege-se por um estatuto próprio. Nas suas competências estão o apoio a partidos políticos, ONGs não registadas, sindicatos e outros grupos sociais (sobretudo) nos países da Parceria Oriental (Arménia, Azerbaijão, Bielorrússia, Geórgia, Moldávia e Ucrânia). No que respeita às suas actividades, as mesmas serão financiadas pelos seus membros (países) e por outras fundações.

 

Este instrumento de cooperação tem sido aclamado no seio das instituições europeias. Comissão, Conselho, Parlamento e Serviço Europeu de Acção externa, todos esperam da Dotação Europeia para a Democracia o desempenho de um papel crucial nos países onde vai actuar, apoiando transições sem sobressaltos para regimes democráticos.

Programa de Trabalho da CE para 2012: Instrumentos de política externa

 


Em 2012, a Comissão Europeia pretende apresentar uma proposta para a revisão do regulamento do Conselho relativo ao comércio de determinadas mercadorias susceptíveis de serem utilizadas para aplicar a pena de morte ou infligir tortura ou outras penas ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes.

 

Este regulamento encontra-se em vigor desde meados de 2006 e a sua revisão tem vindo a ser solicitada por vários Estados-Membros, eurodeputados e organizações não governamentais, que entendem que a legislação europeia apresenta algumas lacunas, podendo, por isso, ser contornada.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.